Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Cursos

Graduação em Engenharia de Pesca

  • Publicado: Quarta, 17 de Maio de 2017, 17h19
  • Acessos: 763

O engenheiro de pesca trabalha com a cultura, a criação, a captura e a industrialização de organismos aquáticos (peixes, camarões, quelônios, ostras, rãs, jacarés, etc.). Ele é preparado para aplicar novos métodos e tecnologias na localização, captura, beneficiamento e conservação de peixes, crustáceos e moluscos. Pode, ainda, se dedicar à criação ou reprodução desses animais, em fazendas aquáticas. Suas atribuições incluem os aspectos administrativos e de gestão da pesca ou da aquicultura, bem como a instalação e a manutenção de equipamentos usados pela indústria pesqueira e de beneficiamento.

 

Objetivos do Curso:

Formar engenheiros de pesca com uma sólida base técnico-científica e empreendedora, capazes de analisar e agir de maneira crítica sobre a realidade na qual trabalham, e comprometidos com o desenvolvimento sustentável, principalmente da região amazônica, na sua dimensão social, econômica, ambiental e cultural para o planejamento, auxílio e/ou execução da gestão e uso sustentável dos recursos pesqueiros em ambientes naturais de extrativismo e/ou em sistemas de cultivo.

 

Objetivos específicos:

Administrar e gerenciar os recursos aquáticos para a produção sustentável e contínua de bens e serviços;

Estudar as comunidades aquáticas e do ambiente, estudos de impactos ambientais, monitoramento e controle da qualidade de água;

Avaliar os parâmetros físicos e químicos da água;

Empregar técnicas de localização e captura de animais aquáticos e desenvolvimento de novos métodos e técnicas de captura;

Tratar do beneficiamento, da conservação e a industrialização dos produtos e subprodutos pesqueiros e o controle higiênico-sanitário;

Avaliar a dinâmica das populações e estoques pesqueiros em determinadas áreas;

Apreensão, difusão e transferência de tecnologias, com o planejamento participativo das comunidades pesqueiras, visando ao desenvolvimento sustentável da região de sua atuação;

Administrar, regular e fazer o ordenamento das atividades pesqueiras, públicas e privadas, além da elaboração, execução, estratégias de marketing, comercialização e avaliação de programas e projetos.

 

Área de atuação:

 

SETOR PÚBLICO:

Ministério do Meio Ambiente;

Agências Estaduais de Meio Ambiente e Recursos Hídricos;

Institutos e Centros de Pesquisas;

Instituições de Ensino Superior (Federais, Estaduais e Municipais).

Agências e Secretarias Estaduais e Municipais na área de pesquisa e extensão.

 

INICIATIVA PRIVADA:

Indústrias Pesqueiras (Nacionais e Internacionais) de processamento de pescado;

Empresas de Pesca (Nacionais e Internacionais);

Fazendas de aquicultura (peixes, camarões , rãs, ostras e sururus);

Instituições de Ensino Superior (Federais, Estaduais e Municipais).

 

Curso

O curso tem duração de 5 anos e carga horária total de 4.250 horas, sendo 3.630 horas destinadas a disciplinas eletivas e optativas do ciclo, 100 horas de atividades complementares, 400 horas de estágios curriculares e 120 horas de Trabalho de Conclusão de Curso.

Disciplinas básicas, como cálculo, ecologia e zoologia, integram os anos iniciais. O aluno também estuda avaliações de estoques pesqueiros, bioquímica, tecnologia de pesca, aquicultura, nutrição de organismos aquáticos, limnologia, tecnologia do pescado, economia e administração pesqueira. As aulas práticas, em laboratório e a bordo de barcos, são abundantes. Nelas, o aluno aprende técnicas de navegação, captura e cultivo de peixes, moluscos e crustáceos. Além disso, são realizadas inúmeras práticas voltadas a criação de organismos aquáticos, visando realizar um manejo adequado, otimizando assim a produção aquícola.

PPC Bacharelado em Engenharia de Pesca 2017

Fim do conteúdo da página