Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Evento discute e celebra o Dia Mundial do Solo no Pará

  • Publicado: Quinta, 07 de Dezembro de 2017, 13h27
  • Acessos: 940

Neste dia 5 de dezembro, Dia Mundial do Solo, o auditório central do Instituto Federal do Pará Campus Castanhal reuniu alunos, professores e pesquisadores em um ciclo de palestras sobre o uso sustentável dos recursos do solo, sob a organização do Núcleo de Pesquisa em Ciência do Solo e Água na Amazônia (NUPECSA) do IFPA.

O Dia Mundial do Solo é comemorado desde 2002 e sua criação pela União Internacional de Ciências do Solo (IUSS) visa celebrar a importância crítica do solo para a humanidade. Como destaca o professor Dr. João Tavares Nascimento, coordenador do NUPECSA, “entendemos que esse dia é o ponto único para refletir sobre o tratamento humano que este recurso natural finito recebe, considerando suas importantes funções para o desenvolvimento da vida no planeta. Se reconhecida essa importância, cabe a cada um de nós fazer a sua parte visando iniciativas que contribuam para a conscientização da população para o estado dos solos e a necessidade de protegê-los ou conservá-los”.

Dentro do eixo que norteou a programação, “Impactos da exploração mineral da Amazônia”, as apresentações dos convidados trouxeram diversos aspectos sobre o uso do solo, como os impactos aos índios e as populações tradicionais amazônicas e a recuperação de áreas degradadas pela mineração.

A aula magna sobre os “Tipos de solo amazônicos” foi ministrada pela Dra Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo, professora e pesquisadora do Museu Paraense Emilio Goeldi, que reforçou a importância da proposta do evento, integrando o IFPA, a Universidade Federal Rural da Amazônia e Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais/PA.

“Além da satisfação, vejo como minha obrigação como professora e pesquisadora na formação de pessoal. A plateia estava cheia de alunos que no intervalo conversaram comigo em fazer mestrado e doutorado, nosso papel hoje além de divulgar as nossas pesquisas, realizadas sozinha ou em parceria com os demais pesquisadores, também é essa formação de pessoal. Nós estamos em uma fase em que é importante fazer com que os jovens se interessem pela ciência e pela pesquisa, pelo estudo do solo, a gente precisa de pessoas que identifiquem os solos, pois não tem como fazer trabalhos nas áreas das ciências agrárias e ambientais sem identificar corretamente os solos”, acrescenta a professora Ruivo, destacando a necessidade da continuidade de trabalhos na área.

Em um auditório cheio, durante todo dia alunos dos cursos técnicos de nível médio, de graduação e pós-graduação do IFPA tiveram a oportunidade de aprender com profissionais com uma vasta trajetória de pesquisas em ciência do solo. O estudante do 5º semestre de Agronomia, Lailson da Silva Freitas, fala que “comemorar o dia mundial do solo é rever, repensar a situação com que cada pessoa trata o solo, com que ela cultiva esse solo. Quanto a temática do evento que trata sobre a mineração, a gente sabe que é uma das atividades que mais degrada o solo, tanto a questão estrutural quanto a questão química do solo, e a gente vem vendo na Amazônia diversas dificuldades no que tange a se implantar estruturas de mineração dentro da Amazônia, prejudicando o solo e atingindo várias comunidades que dependem do solo para trabalhar a agricultura e assim sobreviver”.

Colocar o solo em debate se torna fundamental, uma vez que “dentro das áreas de atuação aqui dentro do Instituto, é um tema que se torna transversal dentre todas as linhas de conhecimento”, menciona o professor Augusto Pedroso, coordenador de pesquisa, pós-graduação e inovação do Campus Castanhal.

Ao final do evento também foi lançado o 1º Seminário Regional de Ciência do Solo e Água na Amazônia, a ser realizado no IFPA Campus Castanhal entre 15 e 18 de abril de 2018,  na semana em comemoração ao Dia nacional da conservação do solo.

Clique aqui para mais fotos do evento.

 

Texto e Fotos: Rossana Enninger - ASCOM IFPA Castanhal

registrado em:
Fim do conteúdo da página